R. Sheila Melo Sobral, 90 - Alvarenga, São Bernardo do Campo - SP, 09854-540
Ligue Agora! (11) 9 4207-8448
Espécies mais Comuns de Insetos e Pragas no Verão

Enquanto você pensa em curtir o clima quente, elas surgem para te dar dor de cabeça. Para as pragas no verão, o calor é benefício!

O aumento de insetos e pragas no verão é uma realidade. Já reparou que em climas quentes a proliferação deles ocorre rapidamente? Pois é, isso acontece por diversos fatores.

A necessidade de comer e reproduzir são grandes exemplos disso. No calor, o metabolismo mexe bastante com mosquitos, moscas e pulgas, e as chuvas atraem MUITO a atenção de pernilongos, baratas, ratos e outras pragas.

Conheça a seguir, os tipos mais comuns de insetos e pragas no verão e confira algumas dicas de prevenção para proteger seu lar contra a invasão destes visitantes indesejados. Vamos lá?

Por que acontece aumento de pragas no verão?

Durante todo o ano, as pragas saem em busca de condições favoráveis para sua sobrevivência. Mas é no verão que elas invadem residências, estabelecimentos e espaços que concedam elementos básicos, como: acesso, abrigo, alimento e água.

Neste período, as altas temperaturas do calor faz com que nossos lares fiquem mais vulneráveis a invasão de pragas, que podem causar doenças e ameaças à saúde humana.

Se há o aumento de baratas, consequentemente irá ter maior ocorrência de seus predadores no ambiente, como escorpiões e aranhas. É um ciclo.

De acordo com pesquisadores do Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, para resolver o problema é necessário dificultar qualquer condição, mesmo que mínima, para caso de infestação de pragas no verão.

Tipos mais comuns de pragas no verão

Baratas, as mais temidas

Com as chuvas típicas do verão, as baratas fogem de seus esconderijos – esgotos, por exemplo -, para se abrigar em locais de fácil acesso. Seu instinto de sobrevivência é mais forte que tudo, justamente para não morrerem afogadas.

Ao deixarmos lixo acumulado e desprotegido, aguçamos o faro dessa praga capaz de sentir o cheiro a quilômetros de distância. É por esse motivo que elas entram em casas e fazem a festa com a sujeira.

Seja através de um minúsculo buraco até mesmo pela porta da frente, as baratas intimidam qualquer um quando entram em cena.

Barbeiro

A doença de chagas é causada por um percevejo que se alimenta de sangue, conhecido popularmente como barbeiro. Geralmente, o inseto se aloja em telhas, tijolos e ambientes sujos.

Ainda que não seja um considerado um surto na capital paulista, o barbeiro causa repulsa em quem passe por seu caminho pelo fato de ser um protozoário com alto índice de transmissão através da picada.

Formigas

Além de sair para trabalhar, as formigas escolhem o verão para se proliferar. Essas pequeninas podem ser vistas em residências e empresas por conta de trilhas que formam em direção ao alimento que desejam carregar.

Embora pareçam inofensivas, as formigas podem contaminar alimentos com microrganismos que carregam em si.

Ratos

Os roedores são seres adaptáveis que conseguem se infiltrar em espaços pequenos, a qualquer custo. Com fama de repugnantes, os ratos se escondem em locais próximos aos humanos. Você acredita que até em caixa d’água eles conseguem entrar?

Febre amarela, leptospirose, tifo, peste e outras doenças, são facilmente transmitidas pelo animal.

O clima quente e úmido faz com que os roedores busquem alimento e abrigo para se reproduzirem em abundância. Entre suas espécies mais comuns, estão: o camundongo, ratazana ou rato de esgoto, rato de telhado ou rato preto.

E os insetos?

Moscas

Por serem mais sensíveis ao frio, as moscas aguardam pacientemente pelo clima quente do verão para se reproduzir em grande escala. Esse fenômeno da reprodução pode ser encontrado na facilidade e velocidade em que esses pequenos insetos desenvolvem.

Para se ter uma ideia, um casal de moscas é capaz de BILHÕES de filhotes a cada verão. É isso mesmo o que você leu!

É praticamente impossível pensar no calor sem a presença das moscas. Elas se alimentam de matérias orgânicas degradadas ao ar, ou seja, aquela comida que está estragada ou “moscando” na mesa, pode ser um prato cheio para as moscas.

Por isso as vemos voar por aí quando preparamos uma refeição.

Aedes aegypti, mosquito da dengue

Assim como outras espécies, a dengue é uma das pragas de verão que tendem a se reproduzir mais nessa época. Porém, esse é um sinal alarmante para a saúde humana que é posta em risco.

O mosquito é responsável por provocar epidemia de dengue, zika, chikungunya nas grandes cidades.

Deixar água parada e caixas d’água destampadas servem de habitação para esse mosquito ágil e até mesmo fatal.

Mariposas

Parentes das borboletas, as mariposas se multiplicam bizarramente no verão devido a temperatura elevada e o desmatamento. No entanto, o contato com as cerdas desses animais pode causar queimação, dor, vermelhidão, inchaço e coceira.

Como se prevenir

Um dos segredos de prevenção contra as pragas de verão é fazer pequenas mudanças em nossos hábitos, como manter a limpeza dos ambientes e evitar deixar restos de comida expostos por aí.

Aos alérgicos ou aqueles que têm fobias de insetos, é interessante investir em telas finas nas janelas para barrar o acesso de qualquer inseto a sua casa. Vedar ralos e buracos também é uma medida preventiva bem eficiente.

Mas contar com o auxílio de controle de pragas urbanas faz toda diferença. Saber lidar com cada vestígio e invasão desses bichos, não é para amadores.

Em clima de verão e final de ano, não deixe que inimigos ocultos façam parte do seu lar. Previna o aparecimento deles com destreza e frequência!

0 0 vote
Article Rating
Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Open chat
Olá, em que posso ajudar?